Guias TISS

Guias TISS

Para configurar e habilitar as Guias de Consulta TISS e saber mais sobre, acesse o link: http://suporte.clinicanasnuvens.com.br/suporte-ao-usuario/configurando-tiss/

O Clínica nas Nuvens oferece funcionalidades simples que permitem o faturamento de guias de consultas respeitando às exigências da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), através do módulo de Troca de Informação em Saúde Suplementar (TISS).

A tela TISS pode ser acessada clicando em Financeiro na aba “TISS” ao topo da tela. Como mostra a imagem abaixo:

Aqui concentram-se todas as funcionalidades e recursos referentes ao módulo TISS, onde é possível criar novas guias de consultas e SADT, para então gerar lotes das mesmas, resultando em arquivos Extensible Markup Language (XML) para serem transmitidos às operadoras de planos de saúde, garantindo a interoperabilidade e a simetria de informação entre os sistemas de informação em saúde.

A ANS exige que seja seguido um padrão nas guias de consultas, tendo isso em mente, o Clínica nas Nuvens facilita a tarefa dos profissionais, automatizando o processo, sempre seguindo uma diretriz que respeite todas as normas requeridas pela ANS. Tirando assim, a preocupação dos profissionais (usuários do sistema) em lidar com tantos termos técnicos.

Na primeira tela do módulo é possível visualizar todos os atendimentos por período da clínica, também todas as guias do lote, tanto guias de Consulta e guias SADT.

Para adicionar uma nova guia com todos os dados do formulário já preenchidos é necessário clicar no botão demarcado na imagem acima, na tela de atendimentos realizados, e então será gerada uma nova guia com todos os dados já preenchidos pelo sistema.

Para adicionar uma nova guia de consulta e preencher os dados do formulário, basta clicar no botão nova guia avulsa e selecionar o item Consulta o mesmo pode ser feito para adicionar uma guia SADT.

O formulário seguinte corresponde aos itens para se adicionar uma nova guia de consulta está dividido em quatro partes: dados gerais, dados do paciente, dados do contratado e dados da consulta.

Dados gerais

Campos referentes aos dados relacionados à guia, a qual convênio a mesma estará sendo vinculada,  o número da guia na operadora de planos privados de assistência à saúde.

Caso a clínica não possuir nenhum convênio com registro da ANS cadastrado no sistema não será possível criar novas guias e nenhum dado será exibido no campo obrigatório “Convênio” do formulário. Uma mensagem estará disposta na tela informando que é necessário cadastrar um novo convênio com número de registro ou editar um existente, procedimentos descritos nas configurações de convênios.

Dados do paciente

Campos referentes aos dados específicos do paciente (o mesmo precisa estar cadastrado no sistema), como o nome, se é recém nascido, ou não, número do cartão do convênio e o número do Cartão Nacional de Saúde (CNS).

Dados do contratado

Campos referentes ao contratado, que pode ser o profissional que realizou a consulta ou a clínica onde a mesma foi realizada. Os campos estão organizados em: código e nome do prestador, nome do executor, código do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES), qual o conselho que o prestador ou executor está vinculado, número do conselho, estado do conselho e a Classificação Brasileira de Ocupações (CBO).

Dados da consulta

Campos referentes e específicos à consulta, como a indicação de acidente, a data em que foi realizada, o tipo da consulta, o procedimento realizado e a tabela de referência do mesmo, o valor total resultante da consulta e observações adicionais.

Para gerar um arquivo XML sobre a guia de consulta é necessário, primeiramente, criar um lote de uma ou mais guias, indicando o faturamento das mesmas e, então, será possível realizar o download do arquivo.

A seguir está disposto o formulário para cadastro das guias SADT.

Dados gerais são referentes ao convênio, data de autorização, senha e o número desta guia na operadora.

Os Dados beneficiário, são campos referentes ao nome do beneficiário, se este é ou não recém nascido, o número do cartão e também o número no CNS se existir.

Os Dados do solicitante, requerem obrigatoriamente o código na operadora, o número do contratado, o conselho profissional o qual este está registrado, o número deste conselho, o estado e também o número de Classificação Brasileira de Ocupações (CBO).

Os Dados da solicitação ou procedimentos ou itens assistenciais, pedem obrigatoriamente o caráter do atendimento a data desta solicitação e a indicação da clínica.

 

Os Dados do contratado executante, referem-se ao código deste executante na operadora, o nome do contratado e o código de Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES).

Os Dados do atendimento referem-se ao tipo de atendimento, a indicação de acidente ou doença, ex: acidente no trabalho, trânsito, etc. O tipo de consulta e o motivo do encerramento do atendimento.

Os Dados da execução/procedimentos e exames realizados, pedem as informações sobre o procedimento como data, hora de inicio e término, a tabela TUSS, a descrição deste procedimento e outros itens como a quantidade, via, técnica, o fator de redução ou acréscimo e o valor unitário ou total.

Os Totais são referentes ao total de procedimentos, taxas e aluguéis se foram utilizados, total de materiais que foram utilizados, total de Órteses, próteses e Materiais Especiais (OPME), o total de medicamentos, gases medicinais e então o total geral.

Para salvar esta guia na tela de TISS é necessário somente clicar no botão salvar, ao fim da página.

Leia também o tutorial sobre como utilizar procedimentos seriados para facilitar a geração de guias.

Guia TISS com procedimentos seriados


Continue lendo sobre TISS: